Mulher xinga atendente negro de 'macaco' em discussão por causa de açaí

Foto: Reprodução/vídeo

O dono de um quiosque que vende açaí foi alvo de ofensas racistas feitas por uma cliente, em Taguatinga, no Distrito Federal, na segunda-feira (9). Os ataques foram gravados pela própria vítima, o empresário Paulo Vitor Silva Figueiredo, de 22 anos.

"Macaco, preto, idiota, palhaço, ridículo, ET, inútil, pateta", disse a mulher. À TV Globo, Paulo contou que o produto que vende já vem batido com xarope de guaraná e banana. No entanto, ela queria que ele vendesse sem banana. Ao informar que não seria possível, os ataques começaram.

Veja vídeo:

No vídeo, a mulher ainda diz: "Faz meu açaí. Quem manda aqui sou eu. Você está na minha cidade". O atendente retrucou e disse que ela não seria atendida no local.

O bate-boca continuou e a mulher até sentou em uma das cadeiras do estabelecimento. O atendente repetiu que não serviria nada para ela. "Veremos", ameaçou a mulher no final.

Segundo o empresário, ele nunca passou por uma situação parecida. "Nem pessoal, nem na loja. Não tinha presenciado nada perto disso", afirma Paulo. Paulo ainda disse que a mulher, que já foi à loja algumas vezes, é conhecida por tratar mal as pessoas da região.

Comentários

COLUNA & BLOG: SILVANIA NASCIMENTO

"O EQUILÍBRIO DA CIÊNCIA É A INFORMAÇÃO"