Mulher é morta com 17 facadas enquanto revirava lixo em Lauro de Freitas

Foto: Reprodução/Facebook 


Na madrugada do último dia 18 deste mês, Maithê Menezes Ferreira de Freitas, de 37 anos, chegou ao Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), após receber do seu namorado 17 facadas. Ela não resistiu e morreu na unidade de saúde.

De acordo com Bnews, o crime aconteceu no centro da cidade, onde a mulher, que vivia em situação de rua, costumava ser vista. No momento em que foi atacada pelo namorado, ela estava de costas e catando latinhas, a forma que tinha de sustentar o vício das drogas.

O suposto autor do crime, de acordo com a família da vítima, é Alessandro Lopes da Silva, conhecido como o Galego. Em 2016, ele foi preso pela polícia na Baixa do Soronha, em Itapuã, com maconha, cocaína e crack embaladas para venda. À época da prisão, ele já tinha duas passagens pela polícia, também por porte de drogas. O homem está foragido.

Ainda de acordo com um familiar, Maithê veio de uma família estruturada e foi educada em uma das escolas mais tradicionais da cidade. Ela deixou três filhos.

“Ela era usuária e morava há muito tempo nas ruas, infelizmente, fizemos de tudo para tirá-la dessa vida. Ela conheceu esse cara em Itapuã e os dois foram para Lauro de Freitas. No velório, alguns amigos disseram que ela estava revirando o lixo quando foi atingida nas costas e pescoço”, disse o parente.

De acordo com a Polícia Civil o crime é apurado pela 23ª Delegacia Territoral de Lauro.

Comentários

COLUNA & BLOG: SILVANIA NASCIMENTO

"O EQUILÍBRIO DA CIÊNCIA É A INFORMAÇÃO"